Dicas para se tornar um verdadeiro amante da culinária japonesa

A culinária japonesa se popularizou em todo o mundo, ganhando também o paladar dos brasileiros. O que muita gente não sabe é que ela guarda segredos e técnicas de preparo que, quando bem empregados, fazem muita diferença no produto final. A Uni segue as mais tradicionais formas de preparar e servir o sushi, que buscam um delicado equilíbrio entre cores, sabores e texturas. A fim de que você aproveite melhor todos esses sabores, preparamos algumas dicas, curiosidades e recomendações para a hora do consumo. Esta é uma sessão em constante atualização, não deixe de voltar para conferir novidades e se tornar um verdadeiro amante da culinária japonesa.

parallax background

Utilizando corretamente o shoyu

O shoyu é utilizado para incrementar o sabor do sushi. Na culinária japonesa tradicional, o Itamae já adiciona a quantidade suficiente na preparação do sushi, não havendo a necessidade de adicionarmos mais shoyu quando formos comer. Entretanto, caso sinta a vontade de acrescentar mais, faça-o com ponderação, servindo pouca quantidade de molho shoyu no recipiente que será oferecido e molhando sempre a ponta do peixe no molho. Evite molhar a parte do arroz para que o sushi não desmanche e use pouco shoyu para que o não se perca o paladar único do que foi criado especialmente para você.

parallax background

Cuidados com o Wasabi

Além de acrescentar sabor, o wasabi também acelera a digestão e possui função antibacteriana. O wasabi, assim como o shoyu, já deve ser adicionado ao preparo do sushi, mas, caso deseje adicionar mais wasabi, faça-o diretamente no peixe e evite misturá-lo ao shoyu.

parallax background

Para que serve o gengibre (tsukemono)?

O gengibre em conserva (gari) tem propriedades digestivas e limpa o paladar entre a degustação dos alimentos, realçando o sabor do alimento seguinte. Deve ser consumido antes das refeições e no intervalo entre tipos diferentes de sushi e sashimi. Sua receita é desenvolvida com vinagre de arroz, sal, açúcar e alga Kombu.

parallax background

utilizando o hashi

Na culinária japonesa existem duas formas de comer o sushi: com as mãos ou com o hashi. O hashi é um utensílio de madeira utilizado como talher. Caso você não consiga manusear o hashi facilmente, peça o adaptador de hashi, que facilitará o seu uso. Apesar de ser aparentemente simples, o uso do hashi envolve alguns cuidados para evitar gafes:

- Evite mover os hashis sobre as tigelas e pratos enquanto decide o comer. Escolha o que deseja, pegue e coma;

- Não use o hashi para mover pratos e tigelas;

- Evite criar barulhos entre o hashi e os pratos ou tigelas;

- Evite lamber as pontas dos hashis;

- Não espete verticalmente o hashi no prato com comida, tal ato está associado a um ritual praticado durante os funerais budistas;

- Não espete o hashi na comida a fim de pegá-la. Eles devem ser posicionados sempre horizontalmente em relação ao prato.

- Evite passar a comida diretamente do seu hashi para o de outra pessoa, somente os ossos de cremação em funerais são passados assim.

 
 

Utilizando corretamente o shoyu

O shoyu é utilizado para incrementar o sabor do sushi. Na culinária japonesa tradicional, o Itamae já adiciona a quantidade suficiente na preparação do sushi, não havendo a necessidade de adicionarmos mais shoyu quando formos comer. Entretanto, caso sinta a vontade de acrescentar mais, faça-o com ponderação, servindo pouca quantidade de molho shoyu no recipiente que será oferecido e molhando sempre a ponta do peixe no molho. Evite molhar a parte do arroz para que o sushi não desmanche e use pouco shoyu para que o não se perca o paladar único do que foi criado especialmente para você.

parallax background

parallax background

Cuidados com o Wasabi

Além de acrescentar sabor, o wasabi também acelera a digestão e possui função antibacteriana. O wasabi, assim como o shoyu, já deve ser adicionado ao preparo do sushi, mas, caso deseje adicionar mais wasabi, faça-o diretamente no peixe e evite misturá-lo ao shoyu.

Para que serve o gengibre (tsukemono)?

O gengibre em conserva (gari) tem propriedades digestivas e limpa o paladar entre a degustação dos alimentos, realçando o sabor do alimento seguinte. Deve ser consumido antes das refeições e no intervalo entre tipos diferentes de sushi e sashimi. Sua receita é desenvolvida com vinagre de arroz, sal, açúcar e alga Kombu.

parallax background

parallax background

utilizando o hashi

Na culinária japonesa existem duas formas de comer o sushi: com as mãos ou com o hashi. O hashi é um utensílio de madeira utilizado como talher. Caso você não consiga manusear o hashi facilmente, peça o adaptador de hashi, que facilitará o seu uso. Apesar de ser aparentemente simples, o uso do hashi envolve alguns cuidados para evitar gafes:

- Evite mover os hashis sobre as tigelas e pratos enquanto decide o comer. Escolha o que deseja, pegue e coma;

- Não use o hashi para mover pratos e tigelas;

- Evite criar barulhos entre o hashi e os pratos ou tigelas;

- Evite lamber as pontas dos hashis;

- Não espete verticalmente o hashi no prato com comida, tal ato está associado a um ritual praticado durante os funerais budistas;

- Não espete o hashi na comida a fim de pegá-la. Eles devem ser posicionados sempre horizontalmente em relação ao prato.

- Evite passar a comida diretamente do seu hashi para o de outra pessoa, somente os ossos de cremação em funerais são passados assim.

Prepare seus hashis

Cadastre seu e-mail e receba promoções, curiosidades e lançamentos do melhor sushi do Espírito Santo.